Topo ↑

Consultoria

  Você está em:Página InicialBlog CorporativoComo uma consultoria empresarial pode ajudar o seu negócio?
Como uma consultoria empresarial pode ajudar o seu negócio?
Escrito Por:  
Em: Blog Corporativo | 08/08/2016

Você quer fazer sua empresa crescer e fortalecer os pontos positivos para ganhar competitividade no mercado. Também precisa delegar tarefas e melhorar alguns processos de gestão, mas o dia a dia faz com que muitas atividades sejam postergadas e, às vezes, a aparente falta de preparação dos colaboradores atrasa os processos. Se você reconhece esse cenário, a consultoria empresarial pode ser uma boa opção.

Mas o que a consultoria pode fazer para melhorar a gestão do seu negócio? Para responder a essa e outras perguntas, é preciso primeiro entender:

O que é a consultoria empresarial?

Essa é uma prática que tem por objetivo analisar de maneira profunda as características e os processos organizacionais. Dessa forma, é possível identificar possíveis erros e falhas que podem acontecer e tomar ações assertivas para solucionar os problemas antes mesmo de eles efetivamente ocorrerem.

A partir da análise realizada, podem ser listados os pontos fortes e fracos por meio de análises internas e levantamentos. Para isso, diversas ferramentas podem ser utilizadas. Assim, a consultoria pode ajudar a melhorar os pontos fracos, sem ficar apenas orientando e acompanhando, mas também efetivando o processo — ou seja, colocando a mão na massa junto com o cliente.

Além disso, são reconhecidos os aspectos da empresa que necessitam de ações emergenciais, sendo possível priorizá-los. Por essas características, a prática da consultoria não deve ser realizada somente uma vez.

Como os desafios aparecem constantemente em uma organização, o diagnóstico do consultor é válido em diversos momentos. Outra dificuldade é que a gestão costuma acreditar que os problemas estão totalmente resolvidos, se esquecendo de manter as boas práticas. Assim, os obstáculos reaparecem.

Como funciona a consultoria?

Existem quatro etapas que contemplam o funcionamento da consultoria.

1. Análise do perfil

O consultor contratado conversará com gestores e colaboradores, entendendo como a empesa funciona e qual é seu perfil. Como os entrevistados tendem a ressaltar os pontos positivos, boa parte do trabalho do consultor será observar as pessoas sem se envolver com as atividades e problemas do dia a dia.

No restante do tempo, ele poderá fazer uma análise mais próxima dos colaboradores, identificando situações que podem ser melhoradas na próxima etapa, que é o planejamento.

2. Planejamento

O consultor fará um planejamento para resolver os problemas da empresa, mostrando ao gestor quais são as falhas e quais devem ser priorizadas. O objetivo é indicar as ações necessárias e otimizar os resultados da organização.

Assim, é possível, por exemplo, verificar soluções para a valorização dos colaboradores, criando um plano de cargos e salários, avaliando potenciais e modificando o processo de seleção de executivos.

3. Execução

Depois de indicar o que deve ser feito, espera-se que a empresa aplique as ações planejadas. No entanto, essa execução nem sempre ocorre conforme o planejado. Por isso, a consultoria poderá ajudar na implantação colocando a mão na massa junto com o cliente e analisando se as metas traçadas estão sendo cumpridas.

Além disso, é possível aumentar a rentabilidade e a eficiência, controlando a produção de maneira mais efetiva. Assim, a consultoria pode trabalhar com as seguintes vertentes: gestão organizacional, controladoria estratégica, excelência operacional e consultoria em RH.

4. Comemoração e replanejamento

O alcance das metas e dos objetivos traçados deve ser comemorado, mas é importante definir novos objetivos para evitar que os problemas reapareçam. Portanto, o replanejamento também é uma ação necessária nesse momento para sempre ter em foco a evolução.

Por que adotar a consultoria?

Aprimorar a gestão deve ser um ato contínuo, porque gerir envolve planejamento, controle, adaptação, suporte e outras atividades voltadas para o alcance dos objetivos e das metas estabelecidas.

Mas como a gestão deve ser realizada? É necessário dividi-la conforme os diversos setores da empresa e avaliar as necessidades de cada departamento. Por exemplo: pensando nos problemas do departamento de logística, como os colaboradores podem ser mais produtivos? Eles estão motivados? Como motivá-los? Como está a comunicação dessa área com as demais?

Considerando essas questões, a consultoria pode ajudar no processo e melhorar a gestão do negócio. Por isso, não existe um momento mais adequado para a contratação de uma consultoria, já que ela também pode ajudar a empresa a sair da zona de conforto, além de priorizar o que é necessário.

Além disso, a consultoria pode ser uma boa opção quando a empresa tem a disposição de mudar. Assim, o consultor pode trabalhar em conjunto com a organização e acelerar os resultados.

Está na hora de contratar uma consultoria?

Como você viu, não existe melhor momento para contratar uma consultoria. Mas sua necessidade se torna urgente caso estejam ocorrendo problemas visíveis, que acabam afetando os resultados da empresa.

Com a consultoria, a gestão pode apresentar melhores resultados. Contudo, quais são os indicadores de que a consultoria é necessária? Veja alguns a seguir.

  • Os colaboradores estão apresentando baixo desempenho produtivo;
  • A estrutura gerencial da empresa não segue as determinações do mercado;
  • A gestão não tem total controle das informações e atividades;
  • A empresa tem o objetivo de crescer mais, mas, muitas vezes, não consegue;
  • As finanças da empresa estão no vermelho ou a gestão não tem noção completa da situação financeira do negócio.

Como escolher um consultor?

Existem diversos tipos de consultoria, algumas focadas na gestão, outras apenas nas finanças. O ideal é contratar um consultor ou uma empresa especializada naquilo que o seu negócio precisa. Dessa forma, é possível obter os melhores benefícios.

De maneira geral, é preciso considerar os seguintes fatores na hora de contratar um consultor.

Cliente em primeiro lugar

O consultor deve priorizar as necessidades dos clientes, colocando seus interesses em primeiro lugar. Por isso, mesmo que uma informação seja desagradável, é de responsabilidade do consultor informá-la, caso seja benéfico para o cliente.

Experiência

É importante que o profissional de consultoria tenha experiência para enfrentar os desafios que a empresa apresenta. De nada adianta contratar um consultor que não saiba o que fazer. Portanto, certifique-se de que ele tenha experiência.

Perfil de resolução de problemas

O consultor deve ter esse perfil para conseguir solucionar os desafios que a empresa enfrenta e saber aproveitar as oportunidades que aparecem. Além disso, é importante que ele ajude a empresa a melhorar seus pontos fracos, colocando a “mão na massa”.

Comunicação facilitada

Ter uma boa comunicação é requisito essencial para o consultor. Além de saber repassar as informações com presteza, objetividade e calma, o consultor deve conseguir lidar com as diferentes situações que aparecem no processo de consultoria e com as personalidades diversas dos colaboradores e gestores.

Consultoria financeira

Caso você deseje contratar somente uma consultoria financeira, outros elementos também precisam ser analisados. Além disso, é preciso analisar como será o comprometimento financeiro da empresa com a contratação da consultoria. O modelo mais recomendado para esse caso é quando o consultor solicita um percentual dos valores investidos ou das metas atingidas.

Agora, você já sabe que a consultoria empresarial é fundamental para o bom funcionamento do negócio. Esse assunto é relevante e você pode saber mais nos acompanhando no Facebook, no Instagram, no Twitter e no LinkedIn.

← Voltar